5 Dicas de Recuperação Pós-Treino Para Ciclistas

5 Dicas de Recuperação Pós-Treino Para Ciclistas

  • 25 jun, 2018

Quase todos os atletas profissionais e amadores sabem da importância da recuperação muscular entre um treino e outro. Mas algumas dúvidas permanecem em relação aos melhores procedimentos da recuperação pós-treino para ciclistas para que os benefícios sejam obtidos.

5 dicas de recuperação pós-treino para ciclistas


Meias, pernitos e calças de compressão

Estes acessórios são indicados tanto para treinos e competições, como para a recuperação do atleta por reduzirem a fadiga muscular, através do aumento na circulação devido ao ajuste gradual da compressão. Seus mecanismos tendem a pressionar a perna para facilitar o retorno venoso e ajudar o corpo a se livrar mais rapidamente dos ácidos gerados pelo grande esforço dos treinos. Na literatura, ainda não existe consenso quanto ao efeito positivo se utilizados durante as atividades.

Alongamento

Os alongamentos, além de serem extremamente importantes para a geração de força e prevenção de lesões, também podem ser usados como método de recuperação muscular desde que sejam feitos de maneira leve e contínua. Após uma competição ou treino forte, o alongamento feito de forma correta aumenta a circulação local levando mais oxigênio e nutrientes para a região.

Massagem esportiva

A massagem é uma estratégia de recuperação amplamente usada entre os ciclistas. Além de irrigar a musculatura e relaxar, ela ajuda a drenar resíduos da contração muscular, os chamados resíduos metabólicos, e auxilia na diminuição da inflamação local. A massagem esportiva também pode ser eficiente para a liberação de pontos de tensão muscular.

Gelo

Pode ser utilizado na forma de massagem com gelo de 6 a 15 minutos ou com a imersão dos membros inferiores em um tambor ou banheira com gelo e água. A temperatura deve ser entre 5ºC e 10º C. O tempo de imersão, de 5 a 15 minutos. Quando a área é submetida à ação do gelo, acontece a vasoconstrição, o que leva parte dos resíduos tóxicos provenientes da atividade física à corrente sanguínea para ser eliminada. É possível que a área fique irrigada por mais de 2 horas depois do tratamento e isso favorece a recuperação pós-treinos para ciclistas.

Bota pneumática

Uma bota que envolve os membros inferiores, dos pés até as coxas, é colocada no atleta deitado com as pernas esticadas e de preferência elevadas. A bota provoca o efeito de compressão quando cheia de ar. Esse processo deve ocorrer dos pés para a coxa de forma intermitente e progressiva. O objetivo desse método é drenar resíduos metabólicos liberados pela atividade física de alta intensidade.

Fonte: Ativo